VOTO CONCIENTE

Prefeito diz que aceitou BRT por "goela abaixo", mas tem esperança no VLT pelo PAC de Lula

Por Vinicius Mendes em 11/06/2024 às 11:31:28

Emanuel Pinheiro (MDB), prefeito de Cuiabá, afirmou que aceitou as obras do BRT (Bus Rapid Transit) por "goela abaixo", mas que não vai atrapalhar as obras do modal. Apesar disso, o chefe do Executivo municipal disse que ainda tem esperanças em trazer o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), desta vez por meio do Novo PAC da Mobilidade Urbana do Governo Federal.


Após uma longa disputa na Justiça as obras do BRT já estão em andamento em Cuiabá. Em entrevista na sexta-feira (7) Emanuel pontuou que sempre foi contra este modal e que foi obrigado a aceitá-lo.

"Já ouviu falar de uma coisa "goela abaixo"? É o que está aí, mas eu tenho esperança ainda de que vamos avançar nessa questão [do VLT], porque eu quero trazer o que há de melhor [...], mas, agora, atrapalhar não vou jamais", garantiu.


Desde o início de 2024 o prefeito vem anunciando que um projeto de VLT apenas para Cuiabá seria incluído no Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana anunciado pelo Governo Lula, que dará prioridade aos transportes de alta e média capacidade.

O Município de Cuiabá cadastrou o projeto do VLT Cuiabano para receber recursos do Novo PAC e, segundo o deputado federal Emanuelzinho (MDB), tudo estaria bem encaminhado em Brasília, tendo o projeto técnico já sido aprovado.

"Eu tenho esperança de trazer o melhor veículo para a nossa capital, fazer um sistema integrado, um sistema misto, que venha o BRT, se for melhor, não tem problema, mas acho que o VLT, acho não, tenho convicção, é tudo o que há de melhor, mais moderno, mais sustentável, mais digno para a população [...]. Eu não comparo o VLT com ônibus convencional, com nenhum meio de transporte, mas a luta continua, o sonho continua", disse o prefeito.

No entanto, de acordo com Emanuel ainda não há previsão para o anúncio oficial do Governo Federal sobre os projetos escolhidos para o Novo PAC.

Fonte: Gazeta Digital

Comunicar erro

Comentários

3